Blog A mais

Empreendedor universitário: os benefícios de se abrir um negócio.

Todos nós sabemos que estamos passando por uma crise econômica, onde temos um alto índice de desemprego no país. Por esse fato, ser empreendedor agora está em alta, segundo dados divulgados pelo G1, as pessoas estão criando sua entrada para o mercado de trabalho, e é claro que, como bons universitários que somos, não deixaríamos de falar sobre essa oportunidade.

O Sebrae te coloca por dentro sobre como ser um empreendedor.

Durante a semana passada, o Sebrae esteve dentro do Unasp. Aproveitando a ocasião, fizemos uma entrevista com a Maria Paula Castro, uma consultora do Sebrae de Campinas.

Quais informações o Sebrae oferece?

“Tem a ver com o que você solicitar, não tem uma informação padrão que é dada. Então você vem com a sua necessidade, nós compreendemos o que você está buscando e oferecemos o melhor direcionamento em relação a dúvida ou aquela informação do que você está buscando.”

O Sebrae também oferece instruções sobre finanças e marketing?

“Toda essa parte de gestão nós temos condições de orientá-los, o que acontece aqui é que nossa equipe não tem muito tempo hábil, então, se tem algum material ou algum curso a distância sobre o tema que você está procurando, nós te encaminhamos para esses materiais, para que você vá se aprofundando um pouco mais. A primeira consultoria seria apenas a parte inicial,onde disponibilizamos informações e tiramos dúvida.”

Então para empreender precisa ter alguma noção de administração?

“O negócio em si é a parte mais tranquila, só que muitas vezes esse empresário que vai fazer a venda daquele produto ou daquele serviço, ele também é o cara que vai gerenciar, que vai prospectar (procurar) o cliente, que vai fazer o orçamento, que vai prestar o serviço, que vai emitir a nota, que vai contratar gente etc. Então o pequeno empresário tem que conhecer a parte da administração do negócio para que ele faça uma boa gestão.”

É necessário  ter uma boa utilização do tempo para prestar o serviço da maneira como deve, o empreendedor deve ser capaz de desenvolver todas as habilidades requeridas, e nós ajudamos muito nessa parte da gestão e da competitividade nos pequenos negócios.

E se tratando de negócios…

“O principal motivo de fechamento de empresa, tem a ver com falta de planejamento prévio, as pessoas abrem para ver no que vai dar e acaba fechando. A pessoa entende muito de negócio, mas não sabe como fazer essa administração dele.

A sobrevivência das empresas no Brasil, pesquisa feito pelo Sebrae em 2016;

Isso acontece por que as competências empreendedoras foram poucas desenvolvidas, porque a pessoa sempre, a vida inteira, foi acostumado a ser empregado e na hora que ele é um empresário não tem o comportamento que deveria ter, de mais proatividade, de buscar informações e fazer o negócio ir para frente”.

Logo é importante ter uma base para tudo que faz, pois não é viável fazer tudo na base do chutômetro.

Ainda na entrevista, Maria Paula ressalta o quão é vantajoso para o universitário empreender, pois trará mais responsabilidade, experiência de mercado e bastante aprendizado, além de trazer uma renda a mais para quem está estudando.

É claro que empreender trará muito trabalho e esforço, porém nos tempos atuais é uma oportunidade que vale a pena investir.

Caso surgiu alguma dúvida ou se interessou em saber mais, acesse o portal do Sebrae: clique aqui.

Curtiu? Dê mais uma olhada no que temos por aqui: clique!

 

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail!
Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.