Blog do Unasp

Pesquisa aponta os efeitos problemáticos das redes sociais na produtividade

redes

Você está concentrado no trabalho. De repente, seu computador ou seu smartphone sinaliza a chegada de alguma nova mensagem ou notificação do Facebook. Instintivamente, você decide parar o que está fazendo, ver o que é (responder, se for rápido) e depois voltar ao trabalho.

O fato acima é bastante rotineiro e acontece frequentemente em empresas de todos os tipos. A paradinha – para conferir a timeline, manter-se “atualizado” ou responder uma mensagem – no entanto, pode afetar o rendimento muito além do que se imagina.

Pelo menos foi isso que apontou uma pesquisa realizada pela Universidade George Mason, que quantificou o tempo perdido com essas paradas. No estudo, foram feitos uma série de testes com 54 estudantes. Nele, os pesquisadores pediram que eles escrevessem uma redação rápida (no mesmo estilo das redações de vestibular).

Cada um teria 24 minutos para escrever, sendo 12 minutos para pensar nos argumentos e mais 12 para escrevê-la. De forma aleatória, eles foram separados em três grupos: em um, eles não eram interrompidos durante o trabalho. Em outro, eles eram interrompidos enquanto planejavam a redação. E, no terceiro, eram interrompidos enquanto escreviam.

No fim do experimento, professores de redação corrigiram os trabalhos dos estudantes e mostraram que o grupo que não foi interrompido teve um desempenho superior. De uma escala que ia de 0 a 6, esses estudantes tiraram 3,71 escrevendo uma média de 315 palavras. Os que foram interrompidos durante o planejamento tiraram 3,13 e escreveram uma média de 307 palavras. Já os que eram interrompidos na escrita tiveram o pior desempenho: 3,06 de média escrevendo 282 palavras.

Em um novo experimento, os cientistas modificaram a metodologia e passaram a dar 20 minutos para planejar e outros 20 minutos para escrever a redação. As interrupções eram feitas de forma aleatória, e não a cada três minutos como no teste anterior. Os resultados foram um pouco melhores, mas o padrão das médias se repetiu. Aqueles que não foram interrompidos escreveram mais e conseguiram uma média de 3,74, enquanto os que precisaram fazer cálculos tiveram uma média de 3,17.

De acordo com os pesquisadores, existe uma diferença entre fazer várias tarefas ao mesmo tempo (multitask) do que ser interrompido. Quando você trabalha em várias coisas ao mesmo tempo, você ainda está no controle da situação. Mas quando é interrompido, você perde sua linha de pensamento e é mais difícil voltar a trabalhar depois.

Fonte: Administradores, disponível em http://bit.ly/1jTuZL2

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail!
Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.