Blog do Unasp

Os 5 melhores filmes estrelados por Robin Williams

101587

Ontem, dia 11 de agosto, foi encontrado morto o ator Robin Williams, em sua casa na Califórnia. O ator vinha enfrentando uma depressão profunda e lutava conta o vício em drogas e bebidas. Infelizmente Robin deixará um grande espaço na indústria cinematográfica, seu talento de emocionar e encantar o público será um marco em diversas gerações.

Dos mais de 60 filmes, separamos 5 deles que irão fazer você se emocionar e fazer repensar certos aspectos da vida.

1-) Patch Adams – O Amor é Contagiante (1998)

Após uma tentativa de suicídio e voluntariamente ser internado em um hospital psiquiátrico, Hunter “Patch” Adams descobre um belo dom de poder ajudar as pessoas usando o bom humor. Dois anos depois, Patch entra em uma universidade de medicina para se formar como um respeitável médico e ajudar o mundo colocando alegria no coração de seus pacientes. Em uma classe cheia, com pessoas desconfiando de suas notas e julgando mal seu modo de alegrar os doentes, Patch vai lutar contra um desafio, mas com isso vai pôr uma mensagem dentro da universidade que não só contagiará de alegria seus amigos, como também o mundo todo, pois ele provará que o amor é contagioso. Mostrando a alegria de fazer seus pacientes felizes, dizendo que: você prefere terminar a vida, com alegria, coisas legais e humor, ou continuar a desgraça que é morrer, na tristeza, na ruindade? sendo uma das frases mais conhecidas em seu livro e história. Patch Adams afirma não lembrar de onde veio o nome, mas Patch faz nós sabermos que ele é uma pessoa que mudou muitas outras pessoas.

 

2-) Sociedade do Poetas Mortos (1989)

Conta a história de um professor de poesia nada ortodoxo, de nome John Keating, em uma escola preparatória para jovens, a Academia Welton, na qual predominavam valores tradicionais e conservadores. Esses valores traduziam-se em quatro grandes pilares: tradição, honra, disciplina e excelência. Com o seu talento e sabedoria, Keating inspira os seus alunos a perseguir as suas paixões individuais e tornar as suas vidas extraordinárias. O filme mostra também que em certa altura da vida, as pessoas, em especial os jovens, deveriam opor-se, contestar, gritar e sobretudo ser “livres pensadores”, e não deixar que ninguém condicione a sua maneira de pensar, mas também ensina esses mesmos jovens a usarem o bom-senso.

3-) Gênio Indomável (1997) 

Um jovem rebelde, que já teve algumas passagens pela polícia, trabalha como servente em uma universidade de Boston e revela-se um gênio em matemática, quando o professor Lambeau desafia os alunos a resolverem um teorema. E Will consegue resolve-lo. Mas depois de se meter em encrencas ele é preso. Por determinação legal, ele precisa fazer terapia e ter aulas de matemática com Lambeau, mas nada funciona, pois ele debocha de todos os analistas, até que se identifica com um deles, Sean.

4-) Bom dia, Vietnã! (1987)

A história se passa em 1965, quando Adrian Crounauer (Robin Williams) foi um aeronauta da segunda classe que chega em Saigon (Vietnã) recrutado para trabalhar como DJ no comando do programa de rádio das forças armadas no país asiático. A irreverência de Cronauer contrasta fortemente com muitos funcionários e logo desperta a ira de dois de seus superiores. Mas com o passar do tempo muitos soldados começam a gostar do jeito humorístico de Cronauer conduzir suas atividades, misturando notícias com humor e também Rock and Roll. Esse filme mostra através de um lado mais humorado a visão de muitos americanos sobre a guerra do Vietnã. Um outro aspecto é a espontaneidade de Robin Williams no filme, chegando a cativar e emocionar espectadores mundo a fora no qual ao término do trabalho resultou em reconhecimento crítico nas mais diversas premiações do cinema internacional com muitas indicações.

5-) O Homem Bicentenário (1999)

Baseado num conto de Isaac Asimov e Robert Silverberg, do livro The Bicentennial Man and Other Stories, que mostra a trajetória de um robô em busca da liberdade. Uma  compra um novo utensílio doméstico: o robô chamado Andrew programado com as Três Leis da Robótica, para realizar tarefas domésticas simples. Entretanto, aos poucos o robô vai apresentando traços característicos de um ser humano, como curiosidade, inteligência, emoções e personalidade própria. O filme mostra a saga de Andrew em busca da liberdade e de se tornar, na medida do possível, um ser humano.

Fontes: Wikipédia

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail!
Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.