Blog do Unasp

Cuide do seu dinheiro. Conheça os melhores investimentos para os universitários.

Fazer investimentos financeiros é uma boa opção para os estudantes universitários que desejam fazer o dinheiro render. Descubra quais são as opções mais seguras.

Quando se está fazendo uma faculdade costumamos focar tantos nos estudos, ou na nossa futura carreira, que esquecemos de cuidar da vida financeira. E por mais que a grana do universitário esteja sempre curta, é preciso guardar e pensar no dia de amanhã. Fazer um pé de meia é sempre uma boa opção.

Eu sei que não é muito fácil pensar em investir quando estamos na faculdade. Já fui universitária e entendo que quando estamos na faculdade ou no começo da carreira a questão financeira é sempre um assunto meio delicado. Nossos rendimentos são pequenos e a instabilidade financeira nos deixa meio apreensivos em arriscar nos investimentos financeiros. Além disso, precisamos custear nossos estudos, priorizar os trabalhos e estágios profissionais que normalmente pagam pouco.

No entanto dá para começar a investir mesmo com uma quantia pequena, o importante é fazer o seu dinheiro trabalhar por você. Com o planejamento certo dá pra fazer uma reserva segura e até mesmo construir um patrimônio.

Para começar de uma maneira segura e de longo prazo, separei alguns tipos de investimentos que todo universitário pode fazer. Seguro e fácil. Confira só!

1. Tesouro Direto.

O Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a BM&F Bovespa para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, por meio da internet.

O Tesouro Direto surgiu com o objetivo de democratizar o acesso aos títulos públicos, ao permitir aplicações com apenas R$ 30,00. Antes do Tesouro Direto, o investimento em títulos públicos por pessoas físicas era possível somente indiretamente, por meio de fundos de renda fixa que, por cobrarem elevadas taxas de administração, especialmente em aplicações de baixo valor, reduziam a atratividade desse tipo de investimento.

O Tesouro Direto contribuiu para a diversificação e complementação das alternativas de investimento disponíveis no mercado, ao oferecer títulos com diferentes tipos de rentabilidade (prefixada, ligada à variação da inflação ou à variação da taxa de juros básica da economia – Selic), de prazos de vencimento e de fluxos de remuneração. Com tantas opções, fica fácil achar um título indicado para a sua necessidade.

Além de acessível e de apresentar opções de investimento que se encaixam aos seus objetivos financeiros, o Tesouro Direto oferece boa rentabilidade e liquidez diária, mesmo sendo a aplicação de menor risco do mercado. No resumo essa é uma das melhores opções de investimento para você que quer realizar seu planejamento financeiro sem complicação.

Confira no vídeo abaixo como funciona o Tesouro Direto.

2. Previdência Privada.

Ter uma previdência privada é um investimento a longo prazo para quem já está de olho na aposentadoria. Se você ainda não está pensando dessa maneira é melhor começar a pensar. Afinal, nunca é cedo demais para começar a fazer uma reserva adequada para quando chegar o momento de parar de trabalhar. Existem duas principais modalidades de previdência privada: o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) e o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL).

Para jovens investidores, o mais indicado é o VGBL, que só é tributado no momento do saque, de acordo com os rendimentos do plano. O VGBL também é ideal para quem faz a declaração de Imposto de Renda mais simples.

Com as atuais modificações nos critérios da aposentadoria do Brasil, tornou-se quase uma exigência investir em Previdência Privada. Como esse é um investimento a longo prazo é aconselhável começar o quantos antes, podem ser necessários 20 anos ou mais de aplicação para garantir uma renda mensal.

3. Certificado de Depósito Bancário.

Você já pensou em ser o credor de um banco? Pois saiba que é possível receber por emprestar dinheiro aos bancos que possuem o Certificado de Depósito Bancário. Essa é uma operação feita diretamente com a instituição financeira, com sua rentabilidade aumentando proporcionalmente ao tempo em que você deixa o dinheiro emprestado.

Assim como o Tesouro Direto os CDBs também são considerados bastante seguros, no entanto, é preciso considerar que essa modalidade recebe tributação do Imposto de Renda, com a cobrança feita de maneira regressiva. O que significa que quanto menor for o prazo do investimento, maior será a carga de tributos cobrada pela Receita. Então não é um investimento com lucros rápidos, se planeje para ganhos de médio e longo prazo, a partir de dois a três anos.

Os valores mínimos para começar o investimento variam de acordo com o banco ou com a corretora escolhida. Por isso é muito importante fazer uma pesquisa entre as opções e encontrar o banco ou corretora que mais se adequa ao seu potencial de investimento.

Está gostando dos conteúdos?

Assine a newsletter e receba todas as novidade direto no seu e-mail!

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

4. Fundos de Investimento.

Fundo de investimento é uma modalidade de investimento coletivo. Através desses fundos de investimentos pessoas se unem e adquirem cotas com a intenção de investir no mercado financeiro. E apesar de ter muitas pessoas investidos esse sistema não é desorganizado. Pode ficar despreocupado. Há um administrador, que é remunerado pelo grupo, que gerencia todos os processos do investimento.

Fazendo uma analogia, ter um Fundo de Investimento é como se você tivesse um apartamento dentro de um condomínio, e este apartamento pode se valorizar e no futuro você pode vendê-lo com lucro.

5. Clubes de Investimento.

Os clubes de investimento funcionam um pouco como o fundo de investimentos. Essa é uma modalidade de investimentos ideal para pequenos investidores, pois é possível aprender muito com ela. Se você tem medo de investir ou conhece pouco sobre investimentos o clube de investimentos pode te ajudar no processo.

Os componentes de um clube de investimentos são pessoas físicas com alguma proximidade (um grupo de amigos, por exemplo) que juntam dinheiro para investir em títulos de qualquer natureza. E através de uma corretora especializada eles são auxiliados a investir de acordo com as regras do mercado financeiro.

Procure uma corretora especializada no assunto e descubra quais são as possibilidades de investimentos.

6. Poupança.

A clássica! A Caderneta de Poupança é um investimento muito popular e provavelmente você já deve ter uma conta aberta e algum dinheiro que os seus pais ou parentes deixaram por lá. A Poupança permite aplicar qualquer valor, sem um limite mínimo. Essa é uma modalidade livre de impostos, muito segura, rápida e prática, porém não rende muito. Por não estarem dispostas a variações, seus rendimentos são mais baixos e até menores que a inflação. Isso significa que, depois de um certo período, o dinheiro aplicado nessa modalidade pode perder valor em vez de render juros.

Se tratando de investimentos universitários a Poupança pode ser uma opção, por não apresentar grandes riscos, mas lembre-se que não haverá um grande rendimento.

 

Agora que você já conhece algumas das opções mais práticas e seguras de investimentos é hora de correr atrás. Pesquise mais sobre o assunto, aprenda e coloque o seu dinheiro para render.

Até a próxima pessoal!

Ei, não vá embora sem assinar a nossa newsletter!

É só colocar seu e-mail aqui em baixo para receber os melhores conteúdos do blog.

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail! Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.

Obrigado por se inscrever! Em breve você receberá nossas atualizações no seu e-mail!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!