Blog do Unasp

Barkley Marathon, conheça uma das maratonas mais difíceis do mundo.

Inspirado em uma fuga histórica a Barkley Marathon, um difícil concurso testa a resistência de atletas em uma maratona em que muitos começam, mas poucos alcançam a linha de chegada.

Já ouvi falar em ultramaratona? Esse é um termo usado para desginar qualquer corrida a pé com distância superior à 42.195m. Não há uma quantidade máxima de distância à partir daí e nem os pisos percorridos. Existem maratonas que superam os 100km! Maratonas que são feitas em trilha, asfalto e diversos outros terrenos. O vencedor é quem faz a maior distância em um determinado tempo. Por si só as ultramaratonas já são bem difíceis e desafiadores, porém a Barkley Marathon supera qualquer outra!

Inaugurada em 1986 a Barkley Marathon foi criada pelo excêntrico corredor amador, Gary Cantrell. Desde então ela ocorre todos os anos em Frozen Head State Park no Tennesse, Estados Unidos.  O percurso foi inspirado na famosa fuga de James Earl Ray.

James Earl Ray foi o assassino de Martin Luther King Jr. E em 1977 ele conseguiu fugir da Penitenciária Estadual de Brushy Mountain. A fuga sucedeu a uma grande caçada ao assassino. Equipes de policiais foram acionadas e foram necessárias 54 horas de busca intensa para encontrar o prisioneiro. O país inteiro acompanhou o trabalho da polícia através da televisão.

A busca em si tornou-se bem famosa, porém o que chamou a atenção é que James Earl Ray teve 54 horas para poder escapar e conseguiu percorrer apenas 13km. Em 54 horas uma pessoa, fugindo, poderia andar muitos quilômetros em busca da liberdade. O fato de o prisioneiro ter percorrido tão pouco se deu por conta do terreno e as dificuldades naturais da área. No resumo a natureza acabou predendo James Earl Ray em seu território.

Quando Gary Cantrell soube da história e da tentativa fracassada de fuga ele disse a si mesmo “eu podeira fazer pelo menos 100 milhas nessa floresta”, zombando da baixa quilometragem de Ray. E dessa frase surgiu a ideia de criar a Barkley Marathon.

Está gostando dos conteúdos?

Assine a newsletter e receba todas as novidade direto no seu e-mail!

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

Recentemente assisti na Netflix um documentário sobre a corrida e achei a proposta genial! A maratona é limitada a 40 corredores, ocorre uma vez ano ano e geralmente enche de inscrições rapidamente. Pessoas do mundo todo se inscrevem. O mais interessante é que essa é uma maratona que foge das padrões das grandes maratonas. Não há divulgação, a taxa de inscrição é de apenas US$1,60 e o participante em potencial deve preencher um ensaio sobre “por que devo ter permissão para concorrer no Barkley”. Cada concorrente é escolhido a dedo. Após ser aceito o participante recebe uma “carta de condolências”, isso mesmo! Nada de parabenizações por fazer parte do time seleto.

Sabe as regras básicas que esperamos de uma maratona? Na Barkley tudo é feito de um jeito único, descolado e até mesmo divertido, tirando a parte que ela uma corrida muito sofrida. Em 30 anos apenas 14 pessoas conseguiram completar a prova.

Atualmente existem duas distâncias e dois tipos de corrida. A primeira que é conhecida como a “run fun” de 97 km e a completa de 160km. Cada competidor tem o total de 60 horas para completar a maratona. Não há percursos bem assinalados nem uma equipe de apoio a cada kilômetro. Os competidores contam com a ajuda de um mapa, bússola, alguns pontos com água e muita força de vontade.

Lembra que no começo do post eu citei a fuga de James Earl Ray? Pois é, o grande desafio dos competidores nessa maratona não é apenas percorrer a quantia de kilômetros para completar a maratona, mas sim enfrentar o poder da floresta. Muitos sofrem com machucados, estafa e até mesmo se perdem nas trilhas. Passar pela Barkley Marathon é superar forças externas e internas.

Assistir ao documentário é inserir-se no universo da Barkley Marathon. Acompanhar a história e conhecer as motivacões dos competidores. Além de ser extremamente interessante o documentário também é inspirador. As pessoas que participam da maratona não estão atrás de um prêmio ou dinheiro, elas estão concorrendo contra si mesmas. É a superação pessoal que conta. A colaboração de todos os participantes é para que cada colega consiga dar o melhor de si.

Indico que você assista o documentário, e não importa se você gosta de esportes ou não, porque a Barkley Marathon tem o poder de inspirar-nos a superar os desafios com mais garra e disposição. A grande lição que eu aprendi, ao assistir o doc, é que a vida fica muito mais interessante quando encaramos desafios e damos o nosso máximo. A maioria de nós nunca irá correr 160km em uma floresta, mas teremos muitos outros desafios pela frente. Enfrentar cada um deles dando o nosso melhor é o que irá determinar o resultado.

Ei, não vá embora sem assinar a nossa newsletter!

É só colocar seu e-mail aqui em baixo para receber os melhores conteúdos do blog.

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail! Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.

Obrigado por se inscrever! Em breve você receberá nossas atualizações no seu e-mail!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!