Blog do Unasp

7 dicas para fazer uma reeducação financeira

Aprenda a como cuidar do seu dinheiro através da reeducação financeira.

A reeducação financeira é um importante e determinante passo na busca por melhorias e mudanças na sua relação com o dinheiro. Afinal, a educação financeira, muitas vezes, não é algo que aprendemos desde cedo, ou sequer é algo que aprendemos. No entanto, assim como aprendemos a ler e a escrever, aprendemos um ofício ou desenvolvemos nossas faculdades intelectuais; assim, deve ser a vida financeira, um aprendizado.

Quando falamos em reeducação financeira estamos pensando em estratégias, em atitudes, afinal, quando o assunto é dinheiro é preciso ser prático. É preciso tomar iniciativas mais incisivas em relação aos seus gastos, ter força de vontade para quitar as dívidas e passar a entender alguns conceitos do mercado financeiro.

No entanto é preciso ressaltar que você não vai ser um expert assim, logo de cara, e não, a sua vida financeira não irá mudar para melhor como em um passe de mágica. Afinal, caro leitor, a reeducação financeira é um processo que requer tempo e dedicação. Portanto é preciso ir com calma, determinação e constância.

Ah, e é muito importante não desistir, pois cuidar das finanças é um projeto vitalício, fica ligado!

Veja algumas dicas para começar a sua reeducação financeira. 🙂

Está gostando dos conteúdos?

Assine a newsletter e receba todas as novidade direto no seu e-mail!

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

1. Identifique os seus gastos

O primeiro passo para a reeducação financeira é colocar todos os seus gastos na ponta do lápis. Isso é necessário pois muitas vezes damos mais atenção aos grandes gastos, como mensalidade da faculdade ou aluguel. No entanto, são os pequenos gastos, aqueles que passam despercebidos, que acabam surpreendendo de forma negativa no final do mês. Afinal, de pouquinho em pouquinho os valores aumentam, dobram! Daí já viu, dívidas.

Portanto, para entender como você consome, onde e com o quê gasta a sugestão é que você comece a anotar os seus gastos durante 30 dias, de forma detalhada, seja no papel, planilhas ou aplicativos.

2. Faça

Após identificar onde você gasta e investe o seu dinheiro é preciso fazer algumas mudanças. Principalmente em relação aos gastos desnecessários. Como? Fazendo um orçamento pessoal. Dê play no vídeo abaixo e confira como fazer um orçamento pessoal de uma forma descomplicada.

3. Identifique as suas dívidas

Agora que você já identificou os seus gastos e começou a fazer um planejamento, está na hora de passar para uma das etapas mais complicadas da reeducação financeira: quitar as dívidas.

Entrar em dívidas é muito comum, porém nem sempre as pessoas são capazes de identificar onde as dívidas estão, ou pior, como evitá-las. Portanto, para você ter uma vida financeira mais saudável é preciso passar por essa etapa. Não fuja das suas dívidas, aprenda a como saná-las e evitar as armadilhas por aí.

Dê play no vídeo abaixo e confira.

4. Planeje o seu futuro

Saber para onde o seu dinheiro vai é essencial. Assim, você sabe exatamente quais são as suas metas e o quanto você deve poupar ou investir o seu dinheiro em cada uma delas.

Portanto, faça uma lista e estabeleça metas pessoais. Talvez uma viagem, um curso ou um carro, enfim, não importa qual seja o seu objetivo escreva-o em um caderno. Após estabelecer os seus objetivos quantifique-os em reais.

Sabendo o quanto, em grana, você terá que depositar em cada objetivo é hora de conferir lá no seu planejamento mensal o quanto poderá poupado para alcançar a sua meta.

Provavelmente você terá que eliminar alguma regalias, dar uma apertada aqui outra alí, mas valerá a pena.

5. Tá na hora de pensar na aposentadoria

Pensar na aposentadoria não é “coisa de gente velha”, muito pelo o contrário! Deve ser coisa de gente jovem, isso porque o resultado do seu investimento só vem com o tempo. Não adianta começar a guardar dinheiro justo na hora da necessidade. Você precisa começar hoje para não passar sufoco no futuro.

Cuidar da sua aposentadoria deve ser algo obrigatório. Sabe quando você cria aquelas metas que vão mudar a sua vida? Como fazer uma faculdade, comprar uma casa, fazer intercâmbio, casar, enfim… a aposentadoria também deve entrar nessa lista.

Para entender melhor sobre como começar a sua aposentadoria, clique aqui e confira um post que escrevemos sobre o assunto.

6. Mude hábitos e comportamentos

Vamos recapitular. Você identificou os seus gastos, fez um orçamento pessoal, enfrentou as dívidas e criou estratégias para superá-las, estipulou metas para o futuro e pensou na aposentadoria, e agora? Bem, agora está na hora de mudar os seus hábitos e começar a colocar a sua reeducação financeira em prática. Em outras palavras, arregace as mangas e vá cuidar do seu dinheiro.

Agora é hora de ser prático. Fuja dos velhos hábitos, aqueles que te deixavam no vermelho, foque nas suas metas e siga à risca o planejamento financeiro.

7. Invista o seu dinheiro

E por fim, mas não menos importante, aprenda a investir o seu dinheiro! Não precisa ter receio, há muitas maneiras seguras e simples de fazer isso. Quer ver só? Clique aqui e confira um post com dicas de onde poupar e investir o seu dinheiro.

Ei, não vá embora sem assinar a nossa newsletter!

É só colocar seu e-mail aqui em baixo para receber os melhores conteúdos do blog.

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail! Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.

Obrigado por se inscrever! Em breve você receberá nossas atualizações no seu e-mail!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!