Blog do Unasp

“A Felicidade Não se Compra”, um filme que nos ensina sobre a importância de cada pessoa.

Um clássico do cinema dos anos 40 o filme, A Felicidade Não se Compra nos ensina muitas lições, mas a principal delas é que cada um de nós é importante, não importa as nossas diferenças. Todos nós podemos atingir a vida das pessoas ao nosso redor de uma maneira positiva.

O que seria do mundo sem você nele? Como seria a vida das pessoas ao seu redor se você não tivesse nascido? A Felicidade Não se Compra é um filme clássico que nos faz refletir sobre nossa influência no comportamento e na vida de quem nos cerca simplesmente por estarmos aqui, existindo. É o tal laço invisível que nos une.

Em “It’s a Wonderful Life” (A Felicidade Não se Compra, no Brasil), de Frank Capra, 1946, George Bailey, homem admirado por todos na cidade, que abdica do sonho de estudar, viajar e conhecer o mundo para permanecer cuidando do legado da empresa em que o pai trabalhava antes de morrer. Perdido e desesperado em meio aos golpes do Sr. Potter (Lionel Barrymore), homem rico e poderoso da região, George acaba pensando em suicídio. Então um candidato a anjo de nome Clarence (Henry Travers) desce do céu e tenta persuadi-lo a mudar de ideia, declarando a importância da sua vida para muitas pessoas. Porém, mediante o ceticismo de George, o anjo resolve mostrar a ele as cenas de como seria a vida se ele não fizesse parte dela. “Foi te dada uma grande oportunidade, George, ver como seria o mundo sem você”.

É então que começa uma sequência emocionante e cheia de lições, que gostaria de compartilhar com vocês. Vamos lá?

Nossos atos impactam a vida das pessoas.

Se não fosse por George, sua bondade em ajudar as pessoas, muitas pessoas teriam ido à ruína. Ele enxerga em cada detalhe, cada esquina, o quão frustrante seria a vida de todos sem que ele tivesse sido a pessoa que foi. Ele enxerga, de fato, o quão valiosa é sua jornada. E volta à vida com um sentimento explodindo de dentro dele: gratidão. Pelos seus filhos, pela sua esposa, pela sua firma, pelos seus amigos, pela sua casa caindo aos pedaços. A alegria, a capacidade de superação, a fé e a valorização da vida e de tudo aquilo que somos e representamos para outras pessoas tem que ser o combustível de nossas vidas. Uma das mais poderosas lições do filme A Felicidade Não Se Compra reside justamente na ideia de nossa importância pessoal, ou seja, de como nossa existência pode afetar de modo positivo a vida de outras pessoas.

Está gostando dos conteúdos?

Assine a newsletter e receba todas as novidade direto no seu e-mail!

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

Ame as pessoas sem esperar nada em troca.

E o mais impressionante para muitos é perceber que o verdadeiro “amor ao próximo” não precisa de muita coisa. Essa forma poderosa de ação pode ser efetivada a partir das pequenas ações que desempenhamos na nossa rotina. Adicionar um pouco de felicidade, esperança e otimismo ao dia a dia de cada um de nós pode representar muito para as pessoas que se sentam ao lado na mesa do jantar ou no escritório em que trabalhamos.

É claro que não somos anjos, nem mesmo de 2ª classe (quem assistir o filme entenderá essa colocação). Somos seres humanos, de carne e osso, fadados a errar (e com os erros também podemos e devemos aprender) e, do mesmo modo, destinados a acertar tantas outras vezes. O importante é que queiramos sempre fazer o melhor. Dividir com as outras pessoas aquilo que podemos dar que represente nossos sentimentos mais puros e genuínos de humanidade: justamente a solidariedade, a compaixão, a fraternidade, a paz e o amor.

A Felicidade Não se Compra é considerado um clássico natalino, mas é para ser assistido em qualquer época do ano. Nos leva a crer novamente naquela bondade que parece tão pouco habitada no mundo de hoje. Você pode assistir o filme na Netflix.

Você é importante sim!

A Felicidade Não se Compra é certamente é uma ótima pedida para aqueles dias em que estamos com a autoestima em pedaços, pois nos causa uma linda impressão de nossa importância como sujeitos únicos neste mundo de bilhões. Um filme adorável que faz com que você reacenda sua esperança na bondade do ser humano.

Portanto, quando precisar de uma pequena dose de otimismo, assista. O efeito é imediato: trata-se daquele tipo de filme no qual ao final você está lendo os créditos com lágrimas e um sorriso estampado no rosto ao mesmo tempo. Porque sejamos sinceros, não é todo dia em que acordamos nos achando a pessoa mais importante do mundo.

“Querido George, lembre-se, nenhum homem é um fracasso quando tem amigos. Obrigado pelas asas. Clarence”.

Fica aqui a minha indicação de um filme sensível e emocionante. Vale a pena assistir.

Até a próxima!

Ei, não vá embora sem assinar a nossa newsletter!

É só colocar seu e-mail aqui em baixo para receber os melhores conteúdos do blog.

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail! Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.

Obrigado por se inscrever! Em breve você receberá nossas atualizações no seu e-mail!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!