Blog do Unasp

7 maneiras eficazes de revisar os conteúdos das aulas.

Para reter o conteúdo de uma aula não basta apenas prestar atenção no que o professor está dizendo e fazer algumas anotações no caderno. Para continuar aprendendo, mesmo depois das aulas, é muito importante fazer a revisão dos conteúdos.

A palavra revisão significa “olhar algo novamente”. Na escola, faculdade ou qualquer outro curso significa rever a matéria para ter certeza que não deixou nada passar despercebido. Quando estamos assistindo a uma aula é normal nos distrairmos com algo e nem sempre é possível acompanhar o professor. Outras vezes podemos até estar prestando atenção, só que o conteúdo é tão denso que é preciso repassar para poder entender por completo. Por isso, dedicar um tempo após as aulas para passar o olhar novamente na matéria é uma maneira de fortalecer o conteúdo na memória, e até mesmo descobrir informações que você não aprendeu durante a aula. Mas, você sabe como fazer uma boa revisão?

Veja só essas 07 dicas eficazes para você começar as suas revisões.

1. Faça diagramas.

O diagrama é um gráfico que apresenta a informação de uma forma esquematizada, organizada e relacionada a um tipo de área. Como o cérebro reconhece mais facilmente desenhos do que textos extensos, revisar dados nesse formato facilita a compreensão e memorização.

Há muitas maneiras de fazer um diagrama. Por exemplo, o diagrama em aranha. Funciona assim: digamos que você está estudando física, mais especificamente mecânica. Então, faça um círculo na centro da página e escreva mecânica. Agora, pense quais são os sub-temas que saem do tema central e escreva-os ao redor do tópico central. Anote os pontos mais importantes, termos que você precisa decorar, equações, definições e assim por diante.

2. Entenda o tema antes de revisar.

Antes de começar a revisão assegure que você entendeu o tema que está estudando. A melhor maneira de fazer isso é reler os textos, assistir vídeo aulas e dar uma olhada nas anotações feitas em sala de aula. Pergunte ao professor, ou a um amigo que entenda do assunto. É importante que a matéria esteja clara em sua mente antes de partir para a revisão.

3. Tenha um cronograma.

Ter um cronograma de estudos não funciona para todos, mas é inegável a utilidade de seguir um. Você já experimentou? Estabelecer metas de estudo e horários, pode ajudá-lo a tornar a quantidade de revisões mais simples de gerenciar e acompanhar. Além de ser um reforço positivo de confiança. A cada meta alcançada o cérebro reforça a sensação de prazer. Como se ele disse: “bom trabalho, você terminou mais uma tarefa, logo você terá concluído a sua meta”. E convenhamos, não há nada mais prazeroso do que alcançar um objetivo.

Está gostando do post?

Assine a nossa newsletter e receba as novidade do Blog do Unasp direto no seu email!

4. Faça notas

Fazer notas é tornar um conteúdo mais conciso. O que é diferente de fazer anotações. Ao invés de escrever páginas e mais páginas sobre determinado tema tente sintetiza-lo em poucas palavras. Escrever o conteúdo é uma boa técnica para martelar o conteúdo na sua cabeça. Mas fazer notas é torna-lo tão conciso a ponto de você ler uma única palavra e já lembrar de todo o conceito por de trás dela. Você não precisa passar horas escrevendo o mais do mesmo. Então lembre-se, quanto mais concisas forem as suas anotações mais tempo você terá para praticar outras matérias.

5. Decore suas paredes

Está com dificuldade em assimilar um conteúdo? Então tenha ele sempre por perto. Uma boa ideia é pendurar post-its por aí, fazer cartazes com papel A4 e colocar lembretes nas paredes. Ter esses conteúdos espalhados pela casa, quarto ou outro espaço é uma boa maneira de lembrar e de associar as informações. Toda vez que você passar por aquela parede com os post-its você vai ler, revisar, relembrar e memorizar.

6. Faça simulados

Uma boa maneira de revisar os conteúdos e testar se você realmente aprendeu é fazendo simulados. Você pode pedir para os seus professores alguns testes com gabarito, na internet deve ter várias opções e até mesmo criar o seu simulado. O importante é fazer a prova em casa como se você estivesse fazendo uma real. Mas não trapaceie quando você estiver fazendo isso. Encare como um teste real. Sente-se em frente a uma mesa com a sua folha e caneta. Use um cronômetro para certificar-se de gastar o mesmo período de um exame real. Depois corrija e descubra em quais pontos você precisa praticar mais.

7. Faça leituras extras

Embora não seja realmente uma revisão ler livros e artigos extras sobre a matéria pode fazer maravilhas! Tente fazer um pouco de leitura extra sempre que puder, mesmo que seja um artigo ou alguma reportagem na internet. Quando você tiver a chance de aprender algo de novo sobre a matéria aproveite. Isso ajudará você a se destacar dentre os demais.

 

Espero que essas dicas sejam úteis e que você possa fazer ótimas revisões!

 

Até mais 🙂

Assine a newsletter do blog!

E receba conteúdos direto no seu email.

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail!
Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.